Login

Efetue seu login para participar:

LEO E BIA

LEO E BIA

Concorra a pares de ingressos para o espetáculo "Leo e Bia": Se você for um dos contemplados, retire seu ingresso até no dia 19/04 (Quinta-feira) de 9h às 15horas, na Avenida Getúlio Vargas 291, Funcionários.

Vigência: 04/04/2018 à 17/04/2018
Resultado: 17/04/2018

Promoção encerrada

  • Carlos Eugenio B Ferrerira de Souza
  • Ernane Fernandes Costa
  • Jose Eustaquio de Souza
  • Julio Cesar Pereira Botelho
  • Lar Imoveis Ltda/ Arlene Gomes

Esta é uma promoção exclusiva para os assinantes do jornal Estado de Minas. Os prêmios deverão ser retirados somente na data e horário estipulados neste hotsite, não cabendo ao Estado de Minas reservar, guardar ou trocar tais itens. No ato do cadastro, o internauta deverá fornecer somente as informações solicitadas: Login; Senha. A retirada do prêmio deverá ser feita somente pelo ganhador ou terceiro, mediante apresentação de Carteira de Identidade original do contemplado. Não serão aceitas cópias de qualquer outra documentação na retirada de prêmios. Caso o assinante contemplado não retire seu prêmio na data e horário especificados no hotsite da promoção, tais itens serão de propriedade do Estado de Minas. O assinante poderá conferir a relação dos contemplados acessando este hotsite. As datas e horários de divulgação dos resultados podem ser alterados sem aviso prévio. O direito ao prêmio não pode ser convertido em dinheiro. Em hipótese alguma o ganhador poderá pedir a troca ou substituição de qualquer detalhe que não seja o determinado na descrição do prêmio. Ao inscrever-se o internauta declara ter lido e aceito o regulamento acima descrito.

Concorra a pares de ingressos para o espetáculo "Leo e Bia": Se você for um dos contemplados, retire seu ingresso até no dia 19/04 (Quinta-feira) de 9h às 15horas, na Avenida Getúlio Vargas 291, Funcionários.

De Oswaldo Montenegro e direção de Leonardo Talarico Marins

Dia 21 de abril de 2018, no Teatro Bradesco
(sábado, às 20:30h).

“Léo e Bia aparece com frescor e fôlego. O texto e música tocam corações e mentes. A encenação do diretor Leonardo Talarico é deliciosamente insubmissa” (Mauro Ferreira – Globo.com).

 “Léo e Bia” é um espetáculo já devidamente consagrada. Concebida na década de 80, ficou dois anos em cartaz no Rio de Janeiro, com a presença de 500 mil pessoas no teatro. De lá pra cá, a história virou um filme premiado (melhor atriz Paloma Duarte e melhor trilha sonora para Oswaldo Montenegro, no Festival de Cinema Cine PE 2010) e nunca mais entrou em temporada nos palcos brasileiros. 
A peça relata a história do artista Oswaldo Montenegro e da sua trupe teatral, no auge da ditadura militar, em Brasília, em 1973. Sete jovens, instalados em um modesto galpão para ensaios, sonham viver da arte. No final dos anos hippies, impregnados de teatro e afeto, essa trupe perpassa conflitos, amores, restrições à liberdade, desafios e tudo mais até um fim arrebatador. 
Trata-se de uma homenagem ao sonho de uma geração; e de tantas outras.
Pela primeira vez a obra do Oswaldo Montenegro restou dirigida por alguém sem ser o próprio Oswaldo Montenegro. Foi um pedido especial do autor a Leonardo Talarico. A primeira temporada da peça Léo e Bia, dirigida por Talarico (Rio de Janeiro e Uberlândia), teve calorosa recepção do público e acolhimento da crítica.
“Léo e Bia aparece com frescor e fôlego. O texto e música tocam corações e mentes. A encenação do diretor Leonardo Talarico é deliciosamente insubmissa” (Mauro Ferreira – Globo.com).
Para a segunda temporada, o espetáculo apresenta novidades. O retorno da atriz BIA ARANTES (ora contratada da Rede Globo de Televisão) para encenar a protagonista “Bia”, haja vista ter sido substituída na primeira temporada pela atriz Isabella Santoni, por motivos contratuais referentes sua antiga emissora. Além da chegada da Bia Arantes à trupe, a direção selecionou para a segunda temporada a atriz Raíssa Venâncio para o papel da “Cachorrinha”.     
A trilha sonora do espetáculo é interpretada por Oswaldo Montenegro, Ney Matogrosso, Alceu Valença, Zé Ramalho, Zeca Baleiro e Paulinho Moska. Atendendo a um pedido especial do diretor Leonardo Talarico, Oswaldo Montenegro entrou no estúdio e regravou três músicas especialmente para o espetáculo.
Ainda na seara musical, o espetáculo conta com um solo da musicista Janaina Salles, também gravado em estúdio, especialmente para o espetáculo.  
O espetáculo foi construído pela seguinte equipe artística:
Texto e trilha sonora: Oswaldo Montenegro
Direção e adaptação: Leonardo Talarico 
Elenco: Amandha Monteiro, Bia Arantes, Carol Garcia, Diogo Monteiro, Guilherme Hamacek, Juliana Weinem e Raíssa Venâncio. 
Cenário e Figurino: Marcelo Marques 
Projeto de Iluminação: Leysa Vidal
Direção de Movimento: Mário Mendes 

Produção e realização: Cia crítica de Teatro “Os Insubmissos” e “Noi Tre Cultural” , ENTRETER.

Data: 21 de abril de 2018.
Local: Teatro Bradesco.
Horário de início do Espetáculo: às 20:30h
Censura: 10 anos 
Endereço: 
Bilheteria: inteira): R$100,00 / MEIA R$ 50,00 / 
PROMOCIONAL LIMITADO ATE DIA 21 AS 16:00 / R$ 80,00 R$40,00
Vendas online: www.eventim.com